Extintor de Incêndio

Este site destina-se a proporcionar aos indivíduos informações gerais referentes aos tipos de extintor de incêndio e como preveni-los.

Com tantos tipos de extintor de incêndio pode ser complicados selecionar o correto para a sua casa, carro ou empresa. O extintor é de extrema importância, porém, mais importante ainda é escolher o modelo adequado para cada lugar ou ocasião.

Os extintores de incêndio são divididos em quatro categorias, com base nos diferentes tipos de incêndio. Cada extintor de incêndio possui uma classificação numérica que serve como um guia para a quantidade quadrada de fogo que o extintor está apto a suportar, nem todos possuem essa indicação. Quanto maior o número, maior o poder de combater do extintor de incêndio para combater o fogo.

Veja: Compra Extintor de Incêndio

extintor de incêndio

CLASSE A: são para materiais comuns como: papel, madeira papelão e a maioria dos plásticos. A classificação numérica indica a quantidade de água que dispõe e a quantidade de fogo que podem extinguir. O simbolo geométrico é um triângulo verde.

CLASSE B: envolvem líquidos inflamáveis ou combustíveis como gasolina, querosene, graxa e óleo. A classificação numérica para a classe B de extintores de incêndio indica a quantidade em metros quadrados que pode ser extinguida. Símbolo geométrico é um quadrado vermelho.

CLASSE C: são para equipamentos elétricos, fiações, disjuntores e tomadas. Jamais use água para apagar incêndios de classe C – o risco de tomar um choque é muito alto. Extintores de classe C não possuem uma classificação numérica, a classificação indica que o agente utilizado é não condutor de eletricidade. O símbolo geométrico é um círculo azul.

CLASSE D: São encontrados em laboratórios químicos. São próprios para metais combustíveis como magnésio, titânio, potássio e sódio. Não possuem classificação numérica e são projetados apenas para incêndios químicos. O símbolo geométrico é uma estrela amarela.

CLASSE K: são para incêndios que envolvem óleos alimentares, gorduras e aparelhos de cozinha. São encontrados em cozinhas industriais e cozinhas de estabelecimentos comerciais. O símbolo geométrico é um hexágono preto.

Seguem os agentes mais comuns utilizados em extintores de incêndio:

 

extintor de incêndio

Água pressurizada: São adequados apenas para fogos classe A. Nunca utilize um extintor de água sobre incêndios de graxa, elétricos ou da classe D – as chamas se espalharão e aumentarão o fogo, podendo ainda tomar um choque no caso de elétricos. Podem ser muito perigosos se usados na situação errada.

Pó químico: são adequados para combinações de fogos classe A, B e C. São compostos com espuma ou pó pressurizados com nitrogênio.
BC – Extintor de pó químico seco. É composto por bicarbonato de sódio ou potássio. O tipo BC deixa um resíduo corrosivo após seu uso, sendo necessário a limpeza imediata após o uso para evitar danos aos materiais.
ABC – Multiuso, o tipo ABC é composto por fosfato de mono amônio que pode ser prejudicial a aparelhos elétricos.
A vantagem dos extintores de incêndio compostos por pó químicos está na redução da possibilidade do fogo recomeçar, pois, deixam substâncias não inflamáveis onde havia fogo.

Dióxido de carbono (CO2): são usados para a classe B e C. Contém dióxido de carbono, um gás não inflamável, altamente pressurizado. Não funcionam muito bem em incêndios classe A porque não são capazes de deslocar oxigênio suficiente para apagar o fogo, assim o fogo tende a recomeçar.
Extintores de CO2 tem uma vantagem sobre extintores de pó químico, uma vez que o resíduo deixado não é prejudicial para os aparelhos eletrônicos

É muito importante saber qual tipo de extintor usar.
Usar o tipo errado além de não ajudar a apagar pode ser perigoso.

Há muitos tipos de extintores de incêndio, faça sua escolha com base nos tipos de incêndio que podem ocorrer e itens que você deseja proteger.